logo -rafa.png

Distúrbios de Crescimento
 

 

Você já teve aquela impressão de que seus filhos não estão crescendo tanto quanto os coleguinhas na escola? Ou, ainda antes, quando o pequeno pareceu ainda menor do que sua idade aparentava? Isso pode significar duas coisas: ou seu desenvolvimento ainda vai demorar um pouquinho para começar, o que é normal a princípio; ou pode ser um caso real de algum distúrbio de crescimento.

Se você tem percebido esse ponto com seus pequenos, vamos mostrar algumas causas que podem levar a esses distúrbios de crescimento. Vamos lá?

A deficiência de hormônio do crescimento (GH): 

A deficiência de hormônio do crescimento ocorre quando o GH não funciona da maneira como deveria. O GH, que também é conhecido como Somatotrofina, é responsável não apenas pelo processo de crescimento em si, mas por atividades metabólicas em geral, como retenção de cálcio para os ossos, produção de homeostase e estímulo ao sistema imunológico.

A deficiência de hormônio do crescimento pode ser total ou parcial e em geral é decorrente de causas genéticas. 

Outras causas de distúrbios do crescimento: 
Ate a alimentação das crianças, e, se não for tratada desde o começo, pode levar a problemas não apenas de crescimento, mas em determinados processos importantes no organismo, como a formação óssea e muscular, por exemplo.

Alguns dos possíveis sintomas que podem caracterizar distúrbios de crescimento são:

Mau desenvolvimento dos ossos na primeira infância;

Estatura abaixo da média para uma criança;

Na adolescência, desenvolvimento tardio

Vários fatores estão diretamente relacionados ao comprometimento do crescimento: 

  • Alimentação inapropriada na infância;
  • Falta de atividades físicas;
  • Uso crônico de algumas medicações 
  • Doenças respiratórias, cardiovasculares, e deficiências renais;
  • Hipotireoidismo.


Se você acha que o seu filho está com baixa estatura, procure o endocrinologista,  afim de elucidar essa dúvida e realizar o tratamento adequado e em tempo hábil, quanto mais precoce o início do tratamento melhor o resultado final. 


 

Puberdade  precoce e Puberdade atrasada 

A puberdade precoce é um problema que pode atingir crianças muito pequenas, principalmente meninas, necessitando acompanhamento especializado

Puberdade é a fase da vida em que ocorrem modificações no corpo de uma criança fazendo com que ela se torne um adulto. Em meninas, a puberdade ocorre entre 8-13 anos; e em meninos, entre 9-14 anos. 

Nas meninas, o primeiro sinal de puberdade é o surgimento do broto mamário e, nos meninos, o aumento do tamanho dos testículos. Nesta fase também surgem os pelos pubianos, pelos axilares, odor axilar, acne e aumento da oleosidade da pele. A primeira menstruação, chamada de menarca, ocorre em média dois anos depois do aparecimento das mamas. 

Considera-se como precoce a puberdade que surge antes dos 8 anos em meninas e dos 9 anos em meninos; e atrasada, a puberdade que tem inicio após os 13 anos em meninas e após os 14 anos, em meninos. 

A puberdade precoce pode causar vários prejuízos,  como comprometimento da estatura final e comprometimentos psicológicos decorrentes das modificações físicas e hormonais ocorridos de maneira precoce no corpo. 

A puberdade atrasada por sua vez também pode causar uma série de prejuízos como desproporções corporais,  comprometimento da massa óssea e distúrbios psicológicos. 


 

Nunca deixe de procurar atendimento especializado!